Conheça as diferenças entre rejunte, cimento e argamassa

A construção ou reforma da casa é uma etapa que merece uma atenção especial para que o resultado final seja bacana. A qualidade dos produtos e suas especificidades devem ser levadas em consideração na hora de comprar os materiais necessários para a reforma ou construção. Cimento, argamassa e rejunte são alguns dos elementos usados e são conhecidos por boa parte das pessoas, mas você sabe a diferença entre cada um deles?

Cimento

O cimento é um aglomerante obtido a partir do cozimento de calcários naturais ou artificiais e foi descoberto em 1824 por Joseph Aspdin em Portland. O principal componente do cimento é o clínquer, uma mistura de calcário, argila e minério de ferro. Outros compostos que podem ser adicionados ao cimento são o gesso, escória de alto forno, pozalana, fíler, entre outros. Cada composto adiciona uma característica ao cimento, como: retardo da pega, resistência a sulfatos, impermeabilidade, maior resistência, e assim vai.

É usado para fazer o concreto e a argamassa, assentar blocos e criar a massa do reboco, que é utilizada como acabamento depois da parede ser erguida. Através da mistura de cimento, areia, pedra brita e água obtém-se o concreto utilizado nas fundações, estruturas de concreto armado (pilares, vigas e lajes), calçadas, pavimentos e contrapisos. É usado para quase tudo dentro da obra, é um protagonista, além de estar presente desde infraestruturas mais simples até as mais complexas.

Rejunte

O rejunte é utilizado no acabamento entre as juntas e tem como objetivo unir as peças de um revestimento a fim de evitar fissuras e infiltrações. É produzido com cimento, grãos de areia muito finos e aditivos químicos, cumprindo o importante papel de manter os revestimentos vedados, longe da umidade, além da função estética. Para cada obra um tipo de rejunte é indicado. Veja alguns tipos:

Rejunte acrílico: ideal para porcelanato, cerâmica e pastilhas de vidro para áreas internas e externas, como banheiro, lavanderia, cozinha e garagem;  

Rejunte epóxi: indicado para locais com alta circulação de pessoas, como banheiros, saunas, vestiários e nos locais onde a aplicação de produtos de limpeza nos pisos é constante, pois é impermeável e resistente a fungos e manchas; Rejunte Cimentício: indicado para ser instalado tanto no lado interno, quanto no lado externo da casa, podendo ser instalado também em áreas molháveis.

Argamassa

A argamassa pode ser usada no assentamento de pisos, tijolos e revestimentos, mas também para impermeabilizar, nivelar e regularizar superfícies, como no reboco, emboço e contrapiso. Os tipos de argamassa são:

  • Argamassa para assentamento: utilizada para juntar blocos e tijolos em serviços de alvenaria.
  • Argamassa de impermeabilização: protege paredes e tetos, impermeabilizando-os.
  • Argamassa para revestimento: aplicada por cima de superfícies recém-construídas, como paredes e tetos. Neste caso, a argamassa tem a função de cobrir, proteger e nivelar a estrutura.

Agora que você já sabe as diferenças entre cada um, passe na taQi mais próxima!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *