Que tal confeccionar máscaras caseiras para usar e doar?

Que tal confeccionar máscaras caseiras para usar e doar?

Já há algum tempo, o Ministério da Saúde deflagrou uma campanha nas redes para incentivar a produção de máscaras caseiras. Em especial, diante das dificuldades de obtenção do material com fornecedores nacionais e internacionais. Afinal, desde o início da pandemia do coronavírus, instalou-se uma corrida mundial em busca desses equipamentos de proteção. Sobretudo para o uso de profissionais da saúde e de pessoas que compõem os grupos de risco da doença.

Em sua maioria feitas de pano, as máscaras caseiras representam uma solução prática, que não exige grande complexidade produtiva. Logo, elas podem ser grandes aliadas no combate à propagação do Covid-19 no Brasil. Então, que tal aproveitar seu tempo livre para aprender a confeccionar esse equipamento de proteção? Além de suprir o uso próprio, você pode produzir máscaras para doar a quem mais precisa! Por exemplo, instituições que acolhem pessoas em vulnerabilidade social, casas de repouso e hospitais. Porém, para que sejam eficientes como barreira física, as máscaras caseiras precisam atender a algumas especificações. Veja a seguir:

 

Principais recomendações para produzir máscaras caseiras

Para confeccionar máscaras caseiras eficientes, é preciso que elas sejam “dupladas”. Ou seja, você deverá utilizar pelo menos duas camadas de tecido. Além disso, vale lembrar que este é um equipamento de proteção de uso individual. Logo, não pode ser compartilhado com ninguém, sob pena de transmitir de uma pessoa a outra o vírus eventualmente presente.

Conforme o Ministério da Saúde, máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT (uso único) e outros. No entanto, é crucial que elas sejam desenhadas e higienizadas corretamente. Aliás, o mais importante é que as máscaras sejam feitas nas medidas corretas. Afinal, elas devem ficar bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais. Ao mesmo tempo, precisam cobrir totalmente a boca e o nariz.

Segundo o Ministério da Saúde, as máscaras caseiras oferecem barreiras tão boas quanto outras máscaras. Porém, a diferença é que elas têm de ser adequadamente lavadas pelo próprio indivíduo para manter o autocuidado. Além disso, se ficarem úmidas ao longo do uso, devem ser trocadas e higienizadas. Para tanto, a dica é lavar suas máscaras com sabão ou água sanitária, deixando de molho por cerca de 20 minutos. Aliás, recomenda-se que esse tipo de equipamento seja utilizado por no máximo duas horas. Assim, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano para intercalar o uso. Por isso, o Ministério da Saúde aderiu a uma iniciativa organizada pela sociedade, denominada “Máscara para Todos” (#Masks4All).

 

Orientações da Organização Mundial da Saúde

A Organização Mundial da Saúde destaca que máscaras são, fundamentalmente, alternativas de contenção ao vírus. Por isso, na escassez, devem ser priorizadas para pessoas com sintomas e profissionais da saúde. Pois são estes que estão diretamente ligados ao combate do Covid-19 e que mais precisam de equipamentos de proteção. Enquanto isso, cabe aos indivíduos saudáveis manter a atenção e os cuidados com as demais medidas de prevenção já recomendadas. Principalmente em relação à higienização das mãos e o distanciamento social. Afinal, o papel das máscaras é impedir que gotículas de saliva, espirro e tosse contaminadas sejam dispersadas pelo ar.

 

Passo a passo para produzir suas máscaras caseiras

A seguir, a taQi compartilha algumas orientações do Ministério da Saúde para que você possa fazer suas próprias máscaras caseiras. Afinal, com um projeto simples de Faça Você Mesmo, é possível cumprir essa missão coletiva de proteção contra o coronavírus. Para isso, qualquer pedaço de tecido acaba sendo útil. Então, vale até desmanchar uma camiseta ou calça velha, uma cortina desgastada ou outra peça de tecido. Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Dessa forma, o pano dupla face estará sempre protegendo a boca e o nariz, e não restarão espaços no rosto.

 

Modelo 1: com uma camiseta
  1. Corte a camiseta em espessura dupla, usando como base as guias indicadas pelas mangas.
  2. Faça um ponto de segurança na parte inferior (para segurar ambas as faces do tecido).
  3. Insira um papel toalha entre as camadas.
  4. Dobre as laterais do retângulo e coloque um elástico em cada ponta.

Máscaras caseiras podem ser feitas a partir de uma camiseta velha

 

Modelo 2: com costura e elástico
  1. Separe o tecido que tenha disponível (tecido de algodão, tricoline, TNT, outros têxteis). Se possível, dê preferência ao tricoline.
  2. Faça um molde em papel de forma no qual o tamanho da máscara permita cobrir a boca e nariz. Por exemplo: 21 cm altura e 34 cm largura.
  3. Faça a máscara usando tecido duplo.
  4. Prenda e costure na extremidade da máscara um elástico ou amarras. Lembre-se que as medidas de utilização e higienização das máscaras caseiras fazem a diferença para a eficiência da iniciativa.

Máquina de costura permite dar melhor acabamento para as máscaras caseirasIndependentemente de modelo e quantidade de sua produção, uma máquina de costura pode facilitar a confecção das máscaras caseiras. Veja se a taQi mais próxima de você está aberta e escolha a sua! Aliás, as lojas físicas da rede também estão comercializando máscaras descartáveis de TNT. Assim você pode aproveitar a oportunidade e já adquirir algumas unidades – afinal, uma pessoa prevenida vale por duas, né? 🙂

 

Dica da taQi: Use máscara sempre que precisar sair de casa. Além disso, leve pelo menos uma unidade extra, bem como uma sacola para guardar as máscaras ao retirá-las. Chegando em casa, lave as máscaras usadas com sabão ou água sanitária e deixe-as de molho por 20 minutos.

 

Fotos: 1. iStock/Prostock-Studio | 2. #Masks4All/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *