Organizar a geladeira protege sua saúde e facilita o dia a dia

Organizar a geladeira, armazenando cada item no local apropriado, facilita o uso e melhora a conservação dos alimentos

Com a quarentena dos últimos meses, cresceu significativamente o número de famílias que preparam suas refeições em casa. Consequentemente, aumentou também o uso da geladeira, que precisa armazenar mais alimentos, sejam eles in natura ou já preparados. Pensando nisso, a taQi traz hoje uma série de dicas para organizar os itens dentro do refrigerador. Afinal, cada parte do equipamento possui características específicas, sendo ideal para determinado tipo de uso. Aliás, a má disposição dos produtos na geladeira pode danificar o eletrodoméstico e até colocar sua saúde em risco.

 

Organizar para conservar

Existem muitos modelos de refrigeradores no mercado, com tamanhos, recursos e acabamentos externos diferentes. Porém, quase todos apresentam uma configuração interna semelhante, com gavetas e prateleiras. Confira, abaixo, como usar corretamente cada um dos compartimentos disponíveis.

Organizar a geladeira facilita o dia a dia

Gaveta inferior

A parte de baixo é a área menos fria da geladeira. Por isso, deve ser usada para armazenar aqueles alimentos mais sensíveis. É o caso de frutas, legumes e, especialmente, verduras. Afinal, vegetais folhosos como alface e rúcula costumam murchar e escurecer se expostos a temperaturas muito baixas. Para garantir que não se deteriorem, guarde as verduras em sacos ou embalagens plásticas entreabertas, dentro da gaveta. Vale lembrar também que nem todos os vegetais devem ser armazenados na geladeira. Cebola, alho, batata e tomate, por exemplo, devem ser mantidos em temperatura ambiente, em local seco e arejado. Aliás, atente para não misturar cebolas e batatas, sob pena de as primeiras absorverem umidade dos tubérculos, estragando mais rapidamente. Já os tomates podem ir à geladeira caso estejam muito maduros, pois isso retardará seu processo de deterioração.

 

Prateleiras intermediárias

Amplas e de fácil acesso, as prateleiras intermediárias são ideais para armazenar itens prontos para o consumo. Desde sobremesas, como tortas e bolos, até alimentos já cozidos e sobras de refeições. Para organizar tudo isso, a dica é usar potes de vidro transparente, que facilitam a identificação dos alimentos. Assim, não será necessário desperdiçar tempo e energia elétrica com a porta da geladeira aberta à procura do item desejado. Se os potes possuírem tampas herméticas, melhor ainda, pois assim evitam a difusão de odores.

 

Prateleira superior

Por oferecer um vão maior, a prateleira superior normalmente é usada para guardar jarras e garrafas. Além disso, é o melhor local para armazenar frios, leite e laticínios, como queijos, iogurtes e requeijão. Da mesma forma, é ali que devem ficar carnes e peixes que ainda não foram preparados. Isso porque a prateleira superior é um dos compartimentos mais frios dentro do refrigerador. Logo, é o espaço adequado para alimentos mais sensíveis a trocas de temperatura. Se o modelo da sua geladeira possuir uma gaveta no vão superior, todos esses itens também podem ser armazenados ali.

 

Porta

Com o abre e fecha constante, a porta é a parte da geladeira que acaba sofrendo a maior variação de temperatura. Logo, não é o lugar para manter alimentos que podem estragar facilmente. Ovos, por exemplo, nunca deve ser mantidos ali. Guarde na porta do refrigerador itens industrializados, como latinhas de refrigerante ou cerveja, molhos e conservas. Embutidos mais resistentes, como salames, podem até ficar na porta também – mas, de preferência, numa das prateleiras superiores. Na parte inferior, normalmente há um espaço mais alto, destinado a organizar garrafas. Mantenha ali bebidas para consumo imediato, como água e sucos.

 

Congelador

Como o próprio nome indica, o congelador é um espaço dedicado aos itens que necessitam de temperaturas extremamente baixas. Incluem-se aí os industrializados, como sorvetes e congelados prontos, e alimentos que você deseje guardar por prazos mais dilatados. Aliás, praticamente tudo pode ser congelado – desde pães e carnes cruas até pratos já preparados. Porém, vale prestar atenção a alguns detalhes, especialmente o modelo do seu refrigerador.

Geladeiras de uma porta, mais econômicas e compactas, possuem apenas congelador interno, que atinge temperatura de até 6 graus negativos. Isso é o suficiente para armazenar sorvetes e conservar alimentos por algumas semanas, mas não por longos períodos. Já os modelos duplex e side by side possuem freezer em compartimento separado, capaz de atingir até 20 graus negativos. A temperatura bem mais baixa garante a conservação por até 12 meses, variando conforme o tipo de alimento em questão. Além disso, as geladeiras de duas portas oferecem mais espaço e compartimentos no freezer para organizar os congelados.

 

Está pensando em comprar uma geladeira nova? Então descubra qual o modelo ideal para a sua casa e a faça a compra diretamente no site da taQi!

 

Foto: iStock/AndreyPopov

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *