Horta em casa: 7 dicas para manter a produção doméstica

Além dos benefícios para a saúde física, manter uma horta em casa é uma ótima estratégia para saúde mental! Então aproveite estas dicas!

Cada vez mais pessoas estão apostando no preparo e até no cultivo dos próprios alimentos. Afinal, mesmo sem grandes espaços, é possível ter uma horta em casa e desfrutar de inúmeros benefícios decorrentes disso. Não apenas por melhorar a qualidade de sua alimentação, mas igualmente por contribuir com a saúde mental. Isso porque atividades dessa ordem contribuem para reforçar conexões tanto com a família quanto com a natureza. Assim, os cuidados com a horta proporcionam efeito terapêutico e, de quebra, ajudam a manter um senso de rotina. Aliás, para quem tem crianças em casa, pode ser uma excelente forma de manter os pequenos entretidos. Então, a seguir, veja algumas dicas de como iniciar e cultivar uma horta em casa!

 

  1. Escolha o local para iniciar sua horta em casa

Mesmo quando se mora em apartamento, é possível encontrar um espaço para dedicar a sua própria horta. Seja com o auxílio de jardineiras ou de vasos de cimento, barro ou polipropileno, por exemplo. Aliás, você pode começar aproveitando latas, potes e garrafas pet ou, ainda, investir na praticidade dos vasinhos autoirrigáveis. Assim, antes de estabelecer o estilo de sua horta, você pode testar ambientes para eleger o local ideal. É importante levar em conta tanto os impactos na decoração quanto a luminosidade demandada pelas espécies. Enquanto isso, quem possui um quintal em casa pode tanto separar um cantinho nele para a horta, quanto utilizar vasos. De qualquer maneira, a dica é eleger um espaço que receba luz do sol em pelo menos um período do dia.

Além disso, a horta deve fazer parte da sua casa, principalmente para que o cultivo seja algo bem prazeroso. Portanto, evite posicionar os vasos em locais de difícil alcance. Afinal, você precisa acessá-los diariamente seja para observar o crescimento, regar, colher ou adubar as plantas. Por falar nisso, ao optar por uma horta vertical, evite posicioná-la logo acima de móveis, sobretudo sofás. Afinal, ninguém está livre de enfrentar um acidente com escape de terra ou excesso de água, não é mesmo? 😀

  1. Invista na luz natural

A iluminação natural é um importante quesito para o desenvolvimento de grande parte das hortaliças. Assim, é importante identificar os horários do dia e a quantidade de tempo em que o sol baterá no local. Seja no quintal, na varanda ou até mesmo no parapeito de uma janela. Caso haja boa insolação em sua cozinha, este também é um bom local para colocar os vasinhos, especialmente de temperos.

  1. Cuide das raízes

Manta para drenagem é aliada de quem quer manter uma horta em casaNão é apenas de luz e água que vivem as plantas. Inclusive, para além da escolha da terra, é fundamental investir numa camada de drenagem, sobretudo para vasos. Assim, antes do plantio, forre o espaço com pedriscos ou argila expandida. Em seguida, utilize uma manta para drenagem, também conhecida como bidim. Dessa forma, será possível evitar que a terra escoe com a água durante a rega. Logo depois da manta, considere incluir uma camada de areia de construção de espessura média e, por fim, o substrato.

  1. Saiba o que plantar

Ao escolher sementes ou mudas para sua horta em casa, considere o que melhor atende ao seu paladar. Além disso, lembre-se de que os frutos precisam ser adaptados às condições do seu espaço. Por exemplo: para quintais, pepino, mamão, abóbora, abacaxi, banana, repolho, tomate, couve e berinjela são boas opções. Enquanto isso, rúcula, manjericão, tomate-cereja, alecrim, hortelã, morango, cebolinha, pimentão, salsa, coentro e alface se desenvolvem bem em vasos. Porém, hortaliças, temperos e plantas aromáticas demandam pelo menos cinco horas de sol direto por dia. Caso essa condição não seja praticável, você pode descobrir opções mais resistentes oferecidas em lojas especializadas. Aliás, não tenha medo de testar e desmistificar os padrões. Se você nunca teve muita sorte com plantas, experimente começar com ervas como alecrim, manjericão, salsa, tomilho e hortelã. Além de muito úteis na cozinha, são ótimas opções de fácil cuidado.

  1. Observe as particularidades de cada espécie

Tesoura de poda: ferramenta essencial para manter sua horta em casaAlgumas plantas gostam de dividir os espaços, enquanto outras, nem tanto. Por exemplo: a hortelã é uma erva com raízes invasoras e, quando plantada no chão, pode prejudicar outras espécies. Logo, uma saída é delimitar cada espaço em sua horta ou eleger algumas plantas para ficarem em vasos. Outra questão importante é avaliar a profundidade de terra para acomodar as raízes. Assim, ervas e temperos geralmente são mais práticos e podem ser dispostos em qualquer local. Porém, vegetais como cenoura, rabanete e mandioquinha, precisam de solos mais profundos.

  1. Regue e adube com a frequência adequada

Depois de organizar sua horta, chega o momento de adequar a rotina de cuidados essenciais. Nesse contexto, você pode instituir um calendário em casa e envolver toda a família no processo. Aliás, acompanhar diariamente a evolução das plantas é um exercício que ajuda a entender sobre ciclos da natureza e sazonalidade. Além disso, tais cuidados com a horta incentivam as crianças a comerem de maneira mais saudável. Então, para ter sempre orgânicos fresquinhos, mantenha a atenção na frequência da rega e da adubagem.

Horta em casa: garfo para afofar a terra ajuda a preparar o terrenoPara manter o solo rico em nutrientes e desenvolver bem a sua horta, adube a terra a cada 20 dias. Para isso, basta revestir o solo com composto orgânico, humus de minhoca ou bokashi. Também é possível investir em fertilizantes naturais e, assim, dar bom destino a parte do seu lixo orgânico. Enquanto isso, a rega pode variar de acordo com o desenvolvimento de cada planta. Logo, a dica é prestar atenção nas características apresentadas pelo solo, sem deixá-lo muito seco, nem muito úmido. Aliás, o ideal é sempre regar ao anoitecer ou logo cedo, sem que a terra esteja quente.

  1. Dedique seu tempo com qualidade

Um jardineiro caseiro sabe que a presença das plantas ajuda a tornar os ambientes mais relaxantes e acolhedores. Por isso, invista numa boa apresentação para sua horta. Ou seja, procure contar com ferramentas adequadas para o cultivo e faça desta atividade um novo hobby. Caso sua horta em casa fique no quintal, estenda os cuidados de manutenção para a grama e o jardim.

 

Gostou dessas dicas? Então descubra ainda mais sobre cuidados com a casa no blog da taQi!

 

Foto: iStock/Funtay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *