Jardim em casa: as plantas perfeitas para cada ambiente

Já é hora de florescer o jardim, então, saiba como ter as plantas perfeitas para cada tipo de ambiente e em diferentes cômodos do seu lar

Morar em apartamento ou ter pouco espaço não é desculpa para não ter um lindo jardim. Ainda mais neste período em que o inverno se despede para deixar entrar a primavera com todo o seu colorido. Então se prepare para descobrir as plantas mais indicadas para cada cômodo – e como cuidar de cada uma delas. Além disso, a taQi traz várias dicas de como montar hortas e jardins verticais, ideais para ambientes internos. Da mesma forma, há sugestões de cultivo e cuidado de grama, jardim e horta em ambientes externos. Afinal, é hora de florescer o lar!

 

Cultive seu jardim em ambientes internos

Além de alegrar e dar mais vida aos ambientes, as plantas ajudam a renovar o ar e complementar a decoração. No entanto, é importante saber quais as melhores opções para dentro de casa. Afinal, para ter seus vasos sempre bonitos e vistosos, é fundamental levar em conta as principais necessidades de cada espécie. Por isso, veja a seguir algumas sugestões para cultivar em diferentes cômodos!

Na sala de estar

Para a sala de estar, aposte em orquídeas, azaleias, lírio da paz, espada-de-são-jorge e calateia. Isso porque todas elas são espécies que gostam de sombra e resistem bem à ausência de luz direta.

Na cozinha

Já pensou em ter um vasinho com pimenta, temperos e ervas em sua cozinha? Por exemplo, manjericão, alecrim e agrião – ou mesmo orquídeas e plantas aromáticas?! Dessa forma, é possível contar com insumos fresquinhos e ao alcance das mãos para temperar e decorar seus pratos. 🙂

No banheiro

Especialmente em locais que conjugam umidade, pouca luz e ventilação, recomenda-se investir em plantas como cactos ou violetas. Caso queira algo mais exuberante, o imbé, também conhecido como filodendro, é uma folhagem ideal. Sobretudo por atuar como neutralizadora de odores e remover toxinas, renovando o ar.

No quarto

Até mesmo no quarto dá para ter plantas, desde que em pequena quantidade. Afinal, diferentemente do que ocorre durante o dia com o processo de fotossíntese, à noite elas “roubam” oxigênio do ar. Logo, manter muitas espécies no seu quarto pode gerar certa competição entre você e seu jardim enclausurado. Mas, ao mesmo tempo, algumas espécies podem trazer benefícios ao seu descanso. Por exemplo: o jasmim é uma planta indicada para esse cômodo, pois seu perfume tem efeito calmante, favorecendo o sono. Porém, não se esqueça de deixar o vaso bem próximo à janela, pois essa flor precisa de bastante luz natural.

Jardim e horta vertical

Hoje em dia, é possível criar um jardim ou horta vertical de várias formas. Tanto com ferro estilo aramado quanto com materiais como madeira, paletes, metal ou até canos e garrafas pet. Assim, basta avaliar o melhor ambiente para recebê-los. Sacada, varanda, cozinha, área de serviço? A escolha é sua! Em seguida, basta escolher as espécies de acordo com suas respectivas necessidades. Para o jardim vertical, é importante levar em conta a incidência solar do local escolhido. Já para a horta, os temperos mais indicados para vasos são alecrim, hortelã, manjericão, tomilho, sálvia e orégano. Além disso, é possível cultivar vegetais como beterraba, cenoura, alface, espinafre, cebolinha e tomate.

 

Jardim em ambientes externos

Para quem tem áreas externas que permitem jardins mais elaborados e plantas maiores, alguns cuidados específicos também se aplicam. Aliás, elas vão desde a escolha do melhor tipo de grama até truques que facilitam a manutenção no dia a dia.

Como escolher o tipo de grama

Cuidar bem da grama é o principal segredo para começar um jardim atraente. Mas, antes disso, é interessante saber qual o tipo mais recomendado para cada local. Por isso, confira a seguir algumas opções que podem ser indicadas ao seu jardim:

Esmeralda: é uma das mais populares no Brasil, principalmente em áreas residenciais. Afinal, é resistente e de fácil manutenção, permitindo pisoteio. Inclusive, é a grama que costuma ser utilizada em campos de futebol. Porém, necessita de sol pleno e não suporta sombra.

São Carlos: permite pisoteio e adapta-se a áreas mais sombreadas. Além disso, possui bom desenvolvimento em locais onde não há boa drenagem de água. Logo, é indicada para praças, condomínios, empresas e jardins residenciais ou públicos.

Inglesa ou Santo-Agostinho: é muito utilizada em regiões serranas e litorâneas. Adapta-se ao sol pleno e resiste a baixas temperaturas. Porém, não tem muita tolerância ao pisoteio.

Certamente, todos os tipos de grama necessitam atenção. Assim, a rega deve ser diária, e a maioria das espécies também precisam de podas frequentes – exceto a inglesa. Outra questão importante é fazer a adubação regular, que pode variar de acordo com a espécie e uso do gramado.

Horta no jardim externo

Diferentemente do ambiente interno, a horta da área externa possibilita uma variedade maior de vegetais. No entanto, também requer mais cuidados, como limpezas e combate a insetos e pragas.

Na horta externa, é possível cultivar beterraba, brócolis, repolho, cenoura, feijão comum, feijão-fava, couve-de-bruxelas, pepino, couve e alho-poró, por exemplo. Da mesma forma, é possível plantar alface, ervilhas, cebola, espinafre, batata, rabanete, cebolinha, abóbora, milho, acelga, tomate, abobrinha e nabo.

Além de tudo isso, é importante investir na fertilização natural da terra para deixar sua horta e jardim sempre saudáveis. Assim como dispor de algumas ferramentas para jardinagem que vão tornar sua rotina de cuidados mais prática e ágil. Então, caso ainda não tenha equipamentos como cortadores e aparadores de grama, conte com a taQi! 🙂

 

Foto: iStock/iStock_Daisy-Daisy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *