Por onde começar? Dicas para montar seu primeiro jardim

Quer cultivar um jardim em casa, mas não tem ideia de por onde deve começar? Então veja as dicas que a taQi preparou para você

Além de purificar o ar, plantas são ótimas aliadas para afastar o estresse e a ansiedade da rotina. Isso porque inspiram, principalmente, sensações de tranquilidade e relaxamento. Ao mesmo tempo, a jardinagem pode servir de hobby, levando mais satisfação ao seu dia a dia. Portanto, mesmo que muita gente tenha receio de criar o próprio jardim, a tarefa é perfeitamente possível – e bastante prazerosa!

 

5 passos para cultivar seu próprio jardim

Para começar a cultivar suas próprias plantas, basta seguir algumas dicas básicas. Assim, de vasinho em vasinho, você vai conquistando mais confiança e ampliando seu contato com a natureza. Confira um pequeno guia que a taQi preparou para ajudar você!

 

1.     Invista num kit de jardinagem

Jardim: garfo para afofar a terra ajuda a preparar o terrenoProvidenciar algumas ferramentas de jardinagem facilitará bastante suas atividades – sejam elas no quintal ou naquele cantinho dentro de casa. Portanto, considere começar com o básico: uma pazinha larga, outra estreita e um ancinho. Com esse kit, será possível trabalhar tanto em vasos quanto outros espaços que exijam maior precisão de movimentos. Enquanto isso, para cavar buracos e lidar com plantas maiores, as pás de cabo longo são as mais recomendadas. Além disso, um regador, um borrifador de pressão ou uma mangueira são sempre muito úteis para o momento da rega. Depois, conforme você for evoluindo nessas habilidades, pode ser interessante adquirir outros itens para auxiliar na manutenção das suas plantas.

 

2.     Observe a incidência de luz

A luz é o principal elemento que você precisa levar em conta ao definir onde cada planta deve ficar. Por isso, avalie a luminosidade e a incidência solar do seu pátio ou dos ambientes de sua casa. Afinal, as plantas geralmente são classificadas em três grandes categorias: de sol, de meia sombra ou de sombra. As espécies de sol pleno são aquelas que precisam da exposição direta à luz por algumas horas ao dia. Enquanto isso, as plantas de meia sombra preferem a luz solar em menor intensidade. Por isso, devem ser posicionadas em espaços de muita claridade, porém sol mais ameno. Por exemplo, aquele do começo do dia ou o do final da tarde. Já as plantas de sombra preferem luz difusa, ou seja, precisam de claridade, mas sofrem com a exposição direta.

 

3.     Mantenha a atenção à qualidade do solo

Vasinho de cimentoOutra dica infalível para ter sucesso ao montar seu primeiro jardim é garantir que o solo esteja adequado. Assim, além da terra, deve-se incluir um substrato para auxiliar na drenagem da água e no crescimento das plantas. Isso vale tanto para jardins tradicionais quanto para vasos, hortas e jardins verticais. Ao mesmo tempo, pode-se investir no enriquecimento do solo com adubo ou fertilizante, especialmente os naturais. Assim, você consegue reaproveitar o que tem em casa e reduzir o lixo.

 

4.     Explore diferentes modos de cultivo

Certamente, um dos grandes motivos de satisfação de quem está começando a cultivar um jardim é o plantio. Aliás, ele pode ser feito por meio de sementes, galhos, brotos ou bulbos. Logo, vale ir testando cada modo de cultivo para ver em qual você se sai melhor. Por exemplo: ao usar sementes, é importante preparar bem o solo e ter paciência para acompanhar o desenvolvimento das plantas. Também chamado de plantio por estaquia, os galhos acomodados na terra dão uma sensação imediata de vida em crescimento. Por sua vez, os brotos são aquelas mudinhas que ficam na base da planta ou em outro lugar. Assim como o bulbo, visto que algumas espécies nascem a partir deles. Dessa forma, você poderá aumentar seu jardim a partir de diferentes métodos, contando com a incrível versatilidade da natureza.

 

5.     Comece com plantas fáceis de cuidar

Se você acha que não tem sorte com plantas, tente começar com espécies mais fáceis de cultivar. Por exemplo, suculentas e cactos – que são opções mais resistentes e demandam pouca rega. Certamente, você se surpreenderá com a quantidade de cores e formatos que essas plantas podem ter. Inclusive, muitas pessoas começam com um exemplar e logo estão com uma verdadeira “coleção” em casa!

Nesse sentido, vale observar também quais as necessidades hídricas de cada espécie. Afinal, plantas diferentes precisam de quantidades de água igualmente distintas. Então, sempre que estiver em dúvida, faça o teste do dedo na terra: basta afundar o indicador no substrato. Se estiver úmido, não há necessidade de rega. Se sentir a terra seca, já pode regar novamente!

 

Soprador e aspirador de folhas Black & DeckerDepois de aplicar essas cinco dicas, você pode ir elevando o nível da jardinagem e ampliando suas composições visuais. Nesse caso, será interessante também investir em outras ferramentas e equipamentos que facilitam as atividades. Outra boa sugestão é envolver a família toda, principalmente as crianças, neste contato mais próximo com a natureza.

Acesse o site ou passe na taQi mais próxima e renove ou garanta seu primeiro kit de jardinagem!

 

Foto: iStock/Wavebreakmedia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *